30.9.10

'te avisei que a cidade é um vão'

chico
"Mas na nossa música, parece-me que estamos a procurar, a lutar, a tentar atravessar para um reino mais limpo e livre. É como um ritual de purificação, em sentido alquímico. Em primeiro lugar tens que passar pelo sentido da desordem, do caos, regressando a uma primitiva calamidade. A partir daí purificas os elementos e encontras uma nova semente da vida, toda a matéria e toda a personalidade. Até que, por fim, com confiança, emerges e unes todos aqueles dualismos e oponentes. Então, não estás mais a falar do mal ou do bem, mas sim de algo unificado e puro.
Pensem em nós como políticos eróticos."

Jim Morrison, Outubro de 1967
aqui

29.9.10

"O prazer é abrir as mãos e deixar escorrer sem avareza o vazio-pleno que se estava encarniçadamente prendendo. E de subito o sobressalto: ah, abri as mãos e o coração, e não estou perdendo nada! E o susto: acorde, pois há perigo do coração estar livre!
Até que se percebe que nesse espraiar-se está o prazer muito perigoso de ser. Mas vem uma segurança estranha: sempre ter-se-á o que gastar. Não ter avareza com esse vazio-pleno: gastá-lo."

Clarice Lispector

28.9.10

Sem mentira, musica do Fabio Goes, combina tanto com este cinza chuvoso no ceu
desta belo horizonte cor de rosa
é primavera
e todas as manhãs, antes de nascer o sol
os passarinhos ainda pequenininhos na pata de vaca em frente
piam piam os pequeninos
me irrita um pouco
agora eles piam
molhados da chuva da tarde
me dá dó
mas acho que na primavera eles se alegram com tudo
- acho passarinho meio bobo -
e chuva faz bem pras asas
aí fico feliz outra vez
porque vão voar bem contentes quando a chuva se for
pruma janela
mais bem humorada

fabio goes marcou um lugar definitivo na minha vida
e trás consigo
na voz que se deixa acompanhar pelo violoncelo
a certeza de que algo nestes 29
tem sido verdadeiramente
diferente
a começar pelo som
"FEMININA

Ô mãe, me explica, me ensina, me diz, o que é feminina?
Não é no cabelo, no dengo ou no olhar, é ser menina por todo lugar
Então me ilumina, me diz, como é que termina?
Termina na hora de recomeçar, dobra uma esquina no mesmo lugar.
Costura o fio da vida só pra poder cortar,
Depois, se larga no mundo pra nunca mais voltar.
Ô mãe, me explica, me ensina, me diz, o que é feminina?
Prepara e bota na mesa com todo o paladar
Depois, acende outro fogo, deixa tudo queimar.
Ô mãe, me explica, me ensina, me diz, o que é feminina?
E esse mistério estará sempre lá
Feminina menina no mesmo lugar..."

Joyce
a musica

23.9.10

."(...) mas variados são os modos
como uma coisa
está em outra coisa:
o homem, por exemplo, não está na cidade
como uma árvore está
em qualquer outra
nem como uma árvore
está em qualquer uma de suas folhas
(mesmo rolando longe dela)
O homem não está na cidade
como uma árvore está num livro
quando um vento ali a folheia


a cidade está no homem
mas não da mesma maneira
que um pássaro está numa árvore
não da mesma maneira que um pássaro
(a imagem dele)
está/va na água
e nem da mesma maneira
que o susto do pássaro
está no pássaro que eu escrevo

a cidade está no homem
quase como a árvore voa
no pássaro que a deixa

cada coisa está em outra
de sua própria maneira
e de maneira distinta
de como está em si mesma

a cidade não está no homem
do mesmo modo que em sua
quitandas praças e ruas."

Ferreira Gullar

aqui
Choro Bandido

"Mesmo que os cantores sejam falsos como eu serão bonitas, não importa, são bonitas as canções. Mesmo miseráveis os poetas os seus versos serão bons. Mesmo porque as notas eram surdas quando um deus sonso e ladrão fez das tripas a primeira lira que animou todos os sons. E daí nasceram as baladas e os arroubos de bandidos como eu cantando assim: você nasceu para mim, você nasceu para mim.

Mesmo que você feche os ouvidos e as janelas do vestido minha musa vai cair em tentação. Mesmo porque estou falando grego com sua imaginação. Mesmo que você fuja de mim por labirintos e alçapões saiba que os poetas, como os cegos, podem ver na escuridão. E eis que, menos sábios do que antes, os seus lábios ofegantes hão de se entregar assim: me leve até o fim, me leve até o fim.

Mesmo que os romances sejam falsos como o nosso são bonitas, não importa, são bonitas as canções.
Mesmo sendo errados os amantes seus amores serão bons."

A musica é do Edu e do Chico
Incluo aqui, com tecnologia mambembe de link apenas : um video que eu adoro, com Tom e Chico interpretando essa musica.
Reparem nos ciumes - não rancorosos! - amorosos
Queria ter sido amiga do Tom.
A gente teria se dado bem. rsrs
Diz ele que nunca viu um choro tão bandido. "Heavy metal" - conclui.

19.9.10

"Exilio

Exilamos os deuses e fomos
exilados de nossa inteireza'"

Sophia de Mello Breyner Andresen


Só Sexta
"Tenho um dragão para brigar, mas tenho um cavalo branco para me defender!
O resto, pára o mundo que eu quero descer do mundo!"
a lenda de São Jorge, segundo Tony Rodrigues

;)

15.9.10

"... liberdade e segurança, dois valores igualmente indispensáveis para uma vida satisfatória, ou pelo menos suportável, mas que têm uma notória relação de amor e ódio: cada elemento é incapaz de viver sem o outro, mas, ainda assim, nenhum dos dois é capaz de viver com o outro (pelo menos viver pacificamente e sem nuvens a vista)."

Zigmunt Bauman, no livro novo Vida a crédito

3.9.10

"A beleza é o início do terror que podemos suportar"

Godard, no filme Carmen

...

"A função da beleza, segundo Lacan [S7:302], é precisamente a de indicar o lugar da relação do homem com sua própria morte, e de fazê-lo somente numa fulguração, num brilho e esplendor."

Ana Lucia Lutterback Holck